BAHIA, RIO, E SÃO PAULO TERÃO VACINA FRACIONADA DE FEBRE AMARELA

Por Agnaldo Rios 09/01/2018 - 11:25 hs

Além de São Paulo, que anunciou na segunda-feira que fracionará a vacina da febre amarela para imunizar a população em áreas de risco, Rio de Janeiro e Bahia adotarão a mesma estratégia. Serão 15 municípios fluminenses que terão vacina fracionada, conforme anunciou o Ministério da Saúde nesta terça-feira. A meta é vacinar 95% dos moradores dessas cidades, totalizando cerca 10 milhões de pessoas.

Desse total, 7,6 milhões receberão a dose fracionada e 2,3 milhões serão imunizadas com a dose padrão - que continuará a ser ofertada para alguns grupos, como crianças de 9 meses a 2 anos, gestantes, pessoas com condições clínicas específicas (com HIV/Aids, após quimioterapia, entre outras) e viajantes internacionais (com apresentação do comprovante de viagem). Uma dose padrão se transforma em cinco doses fracionadas.

Os municípios do Rio que participarão da nova campanha são Belford Roxo, Duque de Caixas, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti e Seropédica. A campanha nas cidades fluminenses vai de 19 de fevereiro a 9 de março.

Em São Paulo, o alvo são 52 municípios que englobam 6,3 milhões de pessoas. Na Bahia, oito municípios com 3,3 milhões entrarão na campanha.

É a primeira vez que o Brasil adota o fracionamento de vacina da e febre amarela, segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Ele afirma que a dose diluída imuniza por pelo menos oito anos, segundo o monitoramento dos estudos clínicos atuais. Isso não significa, segundo Barros, que a proteção não possa ser maior, o que só poderá ser analisado nos próximos anos. A vacina padrão protege por toda a vida. Jornal O Globo