CAPELA DO ALTO ALEGRE: PADRE CAPELENSE RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO EM SÃO DOMINGOS

Por Agnaldo Rios 06/12/2017 - 07:53 hs

Uma Sessão Especial na manhã desta terça-feira, 05, na Câmara Municipal de São Domingos, no território do sisal foi marcada pela outorga do titulo de cidadão são-dominguense a padre Aroldo Carneiro natural do Povoado de Lagoa das Flores, município de Capela do Alto Alegre, ele que tem a grande missão de presidir a Paróquia Sagrada Família de Valente e também é responsável pela quase Paróquia de São Domingos, município vizinho.

O ato contou com a participação dos nove vereadores que compõem o legislativo municipal presidido por Jotair Batista da Silva, popularmente conhecido por Jota, tendo sido prestigiado pelo presidente da Câmara de Valente Netinho Tur e o presidente da Câmara Municipal de Capela do Alto Alegre, Luiz Marcelo Oliveira, conhecido Marcelo do Ipiraí que foi acompanhado pelo vereador Domingos Cunha de Oliveira ‘Raminho Eletricista’.

A presença dos lideres capelenses na entrega da honraria se deu pelo fato de serem conterrâneos do padre Aroldo, tendo Raminho como representante do Povoado de Lagoa das Flores onde nasceu o religioso.

A vereadora Givalda disse que a idéia de homenagear o padre com o titulo de cidadão foi pela pessoa que é. “Em meio a tanta inversão de valores no mundo em que vivemos, em promoções de tantas desgraças sociais, vemos padre Aroldo inovando na cidade, como foi o ‘puxa Cristo’, uma festa com trio elétrico voltada para a juventude, é uma pessoa que na sua homilia prega a verdade, eu sei que dói, mas a gente precisa ouvir para termos melhor sintonia com o próximo e se faz necessário esses momentos para que mostremos o quanto um padre é importante, assim como todos os outros dirigentes espirituais são importantes para nossa cidade”, justificou a vereadora Gigi como é conhecida.

A parlamentar disse ainda que  Aroldo é um padre muito atuante, classifica como bastante corajoso, quando nesse momento difícil que o País atravessa, ele reformou a igreja de Valente e de São Domingos, tem prestado relevantes trabalhos sociais, o mesmo é visto realizando trabalhos braçais,”então era digno de São Domingos dizer a ele através de um titulo de cidadão são-dominguense, o quanto ele é importante”, finalizou.

Segundo o presidente Jota, a aprovação para entrega do titulo de cidadão a padre Aroldo aconteceu em 2014, mas só nesta terça-feira, quase 3 anos depois foi entregue, aliás, muitos vereadores que aprovaram a indicação da vereadora Genivalda Araújo Carneiro, já não fazem mais parte da Câmara, por não terem concorrido ou por não conseguirem a reeleição. Jota lembrou com pesar de Antônio Rios (Toinho), que morreu vítima de acidente após aprovação desse titulo ao pároco da Sagrada Família.

 

Quanto a honraria entregue a padre Aroldo, Jota disse que o religioso é uma unanimidade para o povo são-dominguense. “É um projeto que nasceu do povo, não é da Câmara de São Domingos. O povo assim o aclamou como aclama na igreja, na palavra da fé, é um padre que está no nosso meio há muito tempo levando a palavra de Deus, realizando um trabalho brilhante na igreja, então a coisa mais justa que fizemos foi homenageá-lo dessa forma”, afirma o presidente.

Padre Aroldo disse que está muito feliz pela homenagem e vai continuar com a mesma responsabilidade de sempre, observando, orientando, estimulando as autoridades, o povo católico e acima de tudo assumindo essa responsabilidade de maneira mais forte, “junto a esse povo que luta, que trabalha, que tem sonhos, desejos que hora são frustrados, a igreja e o padre estão ali com uma voz de esperança para dizer as pessoas não desanimem, vamos adiante a gente vai conseguir”, disse.

Padre Aroldo disse ao Calila Noticias que deixou Capela do Alto Alegre no ano de 1982, aos 16 anos, antes de ser seminarista, mas iniciava ali a caminhada, morou em Feira de Santana, Irará, passou três anos e meio em Roma-Itália, onde fez o curso de Teologia, ao voltar para o Brasil teve o primeiro trabalho como padre em Coité, depois foi cumprir a missão pastoral em Quijingue onde ficou por um a ano e oito meses, esteve em Mimoso do Sul no Espírito Santo onde ficou pelo período de três anos e meio, lembra que lá recebeu também o titulo de cidadão, ao retornar para a Bahia ficou em Serrinha por oito meses, até que o bispo lhe passou a missão de presidir a Paróquia de Valente e São Domingos, onde se encontra a quase 6 anos. Padre Aroldo está com 46 anos de idade.

O ex-vereador Ilário Carneiro foi um dos parlamentares presente na votação em 2014 quando foi aprovado a honraria entregue nesta terça-feira, cerca de 3 anos depois. Ele fez questão de usar a tribuna da Câmara para relembrar aquele momento. Hilário disse que é motivo de honra para a população de São Domingos, pois, padre Aroldo tem realizado um trabalho social e espiritual muito grande e a homenagem é mais do que justa.

Reportagem do Calila Notícias / Fotos Raimundo Mascarenhas